Atualidades > Notícias Comentadas > Plutão agora é um "planeta-anão"
 
  Plutão agora é um "planeta-anão"  
  25/08/2006
Por César Munhoz
Comentários de Josemara Boiko e Júlio Cezar Winkler (Geografia) e Sandro Ferreira (Física)
 

Foto: NASA, ESA, H. Weaver (JHU/APL), A. Stern (SwRI), and the HST Pluto Companion Search Team
Imagem de Plutão e suas luas, feita pelo telescópio Hubble.

Até o dia 24 de agosto, a definição de planeta vigente era: “Corpo celeste compacto, sem luz própria, relativamente frio, que gira em torno de uma estrela em órbita quase sempre elíptica. São nove os planetas que giram em torno do Sol: Mercúrio, Vênus, Terra, Marte, Júpiter, Saturno, Urano, Netuno e Plutão.” (Fonte: MOURÃO, Ronaldo Rogério de Freitas. In: Dicionário enciclopédico de astronomia e astronáutica. [Rio de Janeiro]:[Editora Nova Fronteira], [1987].)

Conforme anunciou a União Astronômica Internacional (UAI), esse conceito acaba de cair por terra. Em decisão tomada na 26.ª assembléia geral dessa instituição, em Praga, na República Tcheca, ficou estabelecido que o Sistema Solar agora tem apenas oito planetas — Plutão não se enquadra mais nessa categoria. A reunião envolveu mais de 2.500 especialistas de 75 países, que concluíram que, por não ser o objeto dominante em sua vizinhança, Plutão não deve ser considerado um dos principais astros do Sistema Solar, mas um "planeta-anão".

Entenda a nova classificação dos astros do Sistema Solar

A União Astronômica Internacional (IAU) decidiu classificar os planetas e outros objetos celestes do Sistema Solar em três categorias: planeta, planeta-anão e pequenos corpos.

leia mais::

A polêmica sobre a classificação de Plutão começou logo depois de sua descoberta, em 1930, pelo norte-americano Clyde Tombaugh. Uma das principais dúvidas recaía sobre seu tamanho. Nas últimas décadas, praticamente todos os anos, os astrônomos descobriam que ele era cada vez menor. Hoje, imagina-se que tenha 2.300 quilômetros de diâmetro (sendo menor que a Lua terrestre, que tem 3.480 quilômetros).

Histórico da descoberta dos planetas

Em 1610, o astrônomo Galileu Galilei (1564-1642), usando uma luneta que ele mesmo construiu baseando-se na notícia da invenção de um instrumento similar na Holanda, fez diversas observações do céu que levaram a importantes descobertas sobre os corpos do Sistema Solar.

leia mais::

O próprio conceito de planeta sempre gerou controvérsia. Outra proposta apresentada durante o encontro da UAI sugeriu que a denominação de planeta continuasse sendo aplicada a Plutão e ainda fosse adaptada para abranger astros como Caronte (Charon), Ceres e Xena, mas ela não obteve a maioria dos votos.

Planeta, o astro que erra

Para entendermos a origem do termo planeta, devemos fazer uma longa viagem no tempo, retornando à época dos primeiros astrônomos, que observavam o céu na Grécia Antiga desprovidos de qualquer objeto óptico de aumento.

leia mais::